Historia (5861)

HISTÓRIA | NATURALIDADE DO NATURAL

A vida são dois dias e já estamos a entrar no segundo.

Parece um cliché e talvez o seja, mas este é um lema essencial para mim, juntamente com o “Amor, com amor de paga”, mas este fica para outro dia. Estamos confinados, sem saber exatamente quando vai terminar isto. Com medo do futuro, com medo da nova recessão económica que aparenta vir por aí e, ao mesmo tempo, aborrecidos dentro das nossas casas que não as preparamos para isto.

Para esta última situação ainda vai a tempo de a mudar, estamos em casa, com mais tempo para ela e ela precisa ser o nosso oásis, para tempos difíceis, mas também para os bons momentos que estão por vir. Há imensas lojas que têm os seus comércios online a funcionar (deixo algumas no final deste post), vamos tratar das nossas casas e fazer que este confinamento seja agradável e até se habituar a estar em casa sem fazer nada, porque não fazer nada também é uma arte que temos que aprender a desenvolver.

Deixo-vos com um simples, mas repleto de encanto, apartamento na nossa queridinha Suécia, onde o uso de materiais naturais faz dela um natural oásis para pensar, criar, esquecer e aborrecer-se.

Lojas online de decoração (que eu gosto muito):

P.S: Estou a preparar um post com o antes e depois da minha casa nova.

 

fonte: Alvhem

Historia (5825)

HISTÓRIA | COMPREI UMA CASA HORRÍVEL #1

Vivi seis maravilhosos anos em Lisboa, é a cidade que me fez crescer… pois não tinha outro remédio. Sempre vivi em casas arrendadas, mas mudei-me de casas seis vezes. Adoro. Mudar e recomeçar é algo que tem de acontecer na minha vida, senão sinto-me estagnada. Há mais ou menos três anos e meio decidi fazer uma mudança um pouco maior e vim viver para uma cidade bem pertinho de Barcelona, mas aqui não consegui trocar de casa nem uma vez. Os aumentos ridículos das rendas fizeram que me mantivesse sempre na mesma casa. Até agora.

Eu e o meu namorado compramos a nossa primeira. Foguetes. Palmas. Alegria. Mas ela é horrível. O bom gosto é difícil de encontrar e os anteriores donos estavam bem longe de o ter por perto (pelo menos aos meus olhos críticos). Ele é cores estridentes na parede. É texturas esquisitas. É textos melancólicos em tipografia tipo romântica. É pavimentos castanhos combinados com todas estas cores e umas portas meio cinzentas… Bom, é tudo o que eu não queria na minha casa. Mas comprei-a. Não estou louca, só acho que a casa tem muitooooooo potêncial e está muito bem tratada (com mau gosto… mas não se pode ter tudo).

Ainda não tenho a data prevista para que me dêem a chaves, mas antes de entrar na casa vai passar por umas pequenas remodelações, essenciais para o meu cérebro não ficar pior do que já está. Principalmente, mudaremos todo o pavimento (à exceção da casa de banho e cozinha) e pintaremos toda a casa de um lindo, brilhante, cintilante e refrescante branco imaculado.

Nesta primeira publicação, partilho as primeiras inspirações, não sei se vai ficar alguma coisa parecida (rapidamente mudo de opinião), mas são as primeiras ideias. Pensamos numa mistura de minimalista, nórdico e detalhes industriais. No fim deixo umas fotos (de péssima qualidade… desculpem) do estado atual da casa. M-e-d-o!

 

Calma. Agora inspirem e expirem, lentamente… antes de passar às próximas fotos.

Nos próximos episódios do drama “A Casa Horrível” conto-vos mais detalhes e como a coisa está a avançar.

Historia (5776)

HISTÓRIA | A VISTA DE GOTEMBURGO

O que vê da sua janela? Podem ser prédios, jardins, campo, a casa da vizinha maria… de certeza que há qualquer coisa bonito e encantadora para ver quando abre a janela, já que essa vista faz parte da decoração de toda a sua casa.

Este apartamento escandinavo, em Gotemburgo, no último piso de um edifico 1931, deixa-nos deslumbrar todos os dias uma deliciosa vista da cidade. Isto acompanhada de uma decoração simples, repleta de branco, mas que ao mesmo tempo tem imensos detalhes: a madeira escura das vigas e das prateleiras da cozinha, são uma ótima solução para “quebrar o gelo” de todo branco; e os tapetes carregados de inspiração clássica combinam perfeitamente com a simplicidade dos espaços.  

Um detalhe importante nestes espaços é que tem de ter muita luz natural, as janelas têm de estar despejadas, para que o branco seja branco e os detalhes contrastem e destaquem.

fonte: Stadshem

Historia (5765)

HISTÓRIA | MINI CASA SUECA COM TOQUE INDUSTRIAL

Preciso de mudar de casa há alguns meses, mas tal como em Lisboa, Barcelona está inundada de turismo que aluga qualquer tipo de apartamento a preços ridiculamente caros. Esta situação faz que o simples e mero mortal não consiga competir com isso. Vejo casas que são autênticos buracos com uma renda de mansão.

Se os proprietários tivessem ao menos um certo cuidado em tratar as suas casas, seria possível aceitar alguns valores. Este pequeno apartamento de quarenta e quatro metros quadrados poderia ser uma ótima fonte de inspiração para estas pessoas. Não é preciso muito, é precioso querer e dar-lhe personalidade, um toque especial.

Ando extremamente apaixonada por estas divisões metálicas e vidro de inspiração industrial, dão um toque muito especial a qualquer divisão. É uma ideia perfeita para uma cozinha, sei que está na moda os espaços totalmente abertos, mas para quem não gosta de cheiros misturados esta solução é perfeita. Dá a sensação de um único espaço e deixa passar toda a luz natural.

Nórdico e industrial, a mistura que anda a conquistar-me.

fonte: Blocket

FIXANDO (1)

DICAS | PAVIMENTOS E PAREDES BRANCAS

Se há coisa que a decoração nórdica popularizou, foram as paredes claras e clean. Mas remodelar a casa para lhe dar um rebranding em branco pode parecer dispendioso ou uma carga de trabalhos, hoje venho mostrar-vos como ter um pavimento e paredes brancos pode ser mais simples do que parece.

Vamos começar pelos pavimentos. Em Portugal, os pavimentos mais comuns são a tijoleira e a madeira. Se o seu pavimento é em tijoleira, pode pintá-la de branco usando a técnica que recomendo para os azulejos (ver abaixo). Por enquanto, vamos concentrar-nos em dar um makeover às madeiras.

COMO REMODELAR AS MADEIRAS & PINTAR DE BRANCO

Pintar as suas madeiras de branco não tem que ser complicado. O único senão é o cheiro, porque as tintas para madeira têm um cheiro muito forte. O processo resume-se em três passos: preparar a divisão, lixar a madeira e pintar. Se o pavimento ainda não estiver desgastado e for pintar com um verniz castanho-claro, é um pequeno projeto DIY.

Já para quem planeia pintar de branco, tenha em atenção que todas as imperfeições da pintura se vão notar. No caso de o pavimento estar danificado, aconselho a usar uma lixa vibratória (elétrica). Se não tiverem este tipo de equipamento à vossa disposição, ou se não quiserem arriscar a pintar com cores claras, então procurem alguém experiente em instalação de pavimento em Lisboa. Isto porque, mesmo que tenham que contratar um especialista, continua a ser uma remodelação muito low-cost.

COMO REMODELAR AS PAREDES & PINTAR OS AZULEJOS

Se os azulejos da sua casa de banho e da cozinha são absolutamente rococós e pensa que são um caso absolutamente perdido, esta dica é para si. Talvez não saiba que pode remodelar completamente as suas paredes sem retirar os azulejos ou comprar uns novos. Pelo contrário! Este é um projeto DIY que demora aproximadamente 3 dias, tendo em consideração o tempo de espera entre demãos.

Quer sejam paredes pintadas com cores fortes, quer sejam azulejos com cores mais berrantes, é importante investir num primário de qualidade. Isto eliminará parte do problema. Depois, escolha a tinta apropriada (as principais marcas têm tintas para azulejos e tijoleira) e pinte da cor que desejar – adoro paredes brancas (que podem precisar até 3 demãos), mas também pode escolher o azul celeste ou o cinza claro.

O estilo clean está cada vez mais na moda e, como vê, pode dar vida às tendências com uma remodelação muito low cost!

Em colaboração com: Fixando

LOW COST (22)

LOW COST | SALA OUTONAL IKEA POR MENOS DE 700€ #2

Há muito tempo que não fazia um espaço low cost, para que possam ter ambientes bonitos e harmoniosos por pouco. Hoje, crio uma sala de estar por menos de 700€ com produtos de uma só loja: o nosso querido Ikea.

Cores suaves com um toque de bordô para dar o aconchego que o Outono precisa, sem perder a harmonia e tranquilidade que precisamos dentro de casa. É a minha estação do ano preferida, pelas cores da natureza, os cheiros e porque podemos tirar as mantinhas e todos os têxteis mais quentinhos do armário e encher a nossa casa de conforto.

  1. SOFÁ KIVIK (TRÊS LUGARES) EM CINCA CLARO – 379,00€
  2. CADEIRA DE BALOIÇO IKEA PS GULLHOLMEN – 59,00€ X 2
  3. TAPETE HODDE (160X230 CM) – 59,99€
  4. CANDEEIRO DE PE SJÖPENNA – 29,99€
  5. MESA DE APOIO LACK EM BRANCO – 7,00€
  6. TELA COM MOLDURA BJÖRKSTA – 69,99€
  7. MANTA ÀS RISCAS TUVALIE EM BORDÔ – 12,99€
  8. CAPA DE ALMOFADA GURLI EM CINZA – 3,00€
  9. CAPA DE ALMOFADA DAGGRUTA EM BORDÔ – 5,00€

As plantas é as que tenha aí por casa, desde que estejam bem verdinhas servem perfeitamente. Toda esta sala de estar, perfeita para receber o Outono, custa apenas 684,96€.

Pronta para receber a próxima estação?

Relembre outros espaços da casa que fiz por muito pouco:

Papel de Parede (1)

TENDÊNCIA | PAPEL DE PAREDE RETRO

Sou uma grande defensora das paredes brancas e imaculadas, as que deixam os elementos decorativos destacar e não ofuscam toda a nossa visão com uma cor estridente que mal nos deixa piscar os olhos. Odeio de coração paredes pintadas de laranja e esse sentimento aumenta, numa proporção disparatada, quando falamos daquele verde elétrico tão de mal gosto moda em anos passados. Mas temos que ter tudo branco?! Claro que não, decorar recantos é fundamental para que cada casa tenha a sua personalidade e identidade própria.

Podemos fazer mil e uma coisas para que as nossas paredes ganhem vida própria: decorar com uma divertida combinação de quadros; com apenas um bom quadro; com peças do dia-a-dia, como relógios com vários fusos horários, pratos irreverentes, revistas de viagens ou moda, etc.; podemos pintar com uma elegantes riscas ou algum outro elemento geométrico; ou podemos recorrer ao clássico (ou não tão clássico) papel de parede, que existe de todas as formas, texturas e cores que possamos imaginar.

Encontrei um site espetacular, inspirado nos papéis de parede dos anos 70, onde o seu uso era tão comum e essencial em qualquer divisão. Uma época fantástica para nos inspirarmos, adaptando as ideias de outros tempos aos dias de hoje. Eles são imensos, por isso decidi fazer a difícil tarefa de escolher os meus preferidos e com que estilo de casa os combinaria. Espero que consigam tirem ideias para os vossos recantos especiais. Vamos a isto!

INSPIRAÇÃO NÓRDICA

Tínhamos que começar por esta, a minha preferida e a que cria ambientes harmoniosos e tranquilos, perfeitos para um dia-a-dia descomplicado e simples. Não vou incluir os infantis, porque acho que merecem um espaço só para eles. As formas geométricas são a chave principal, mas podemos incluir muitos outros elementos.

Eulan, um padrão criado com triângulos negros, um dos clássicos de qualquer ambiente escandinavo. Simples e eficaz, no que diz respeito a dar personalidade, estilo e elegância a um espaço, mesmo com uma cor tão forte não deixa de ser harmonioso. Harlequin, com outro dos elementos clássicos deste estilo, os losangos. Estes numa bonita cor pastel, que também poderia estar na categoria infantil, mas ao ser um básico pode aparecer por toda a casa sem cansar.

Merida, um bonito efeito visual de três dimensões, formado por formas geométricas triangulares e sem deixar de ser da nossa cor preferida: a branca. Um toque especial, que destaca sem ofuscar os outros elementos da decoração.

Gisele, um papel de parede com um dos elementos tendência dos últimos tempos: o flamingo. Este com um desenho vintage, que destaca as suas tonalidades rosas sobre um fundo azul céu. É ideal para dar um toque especial a uma pequena parede, combinando-o com mobiliário em madeira natural, branco ou dos mesmos tons do papel.

INSPIRAÇÃO INDUSTRIAL

Este é outro dos meus ambientes preferidos, para a minha casa de sonho o ideal seria uma mistura do estilo industrial com a suavidade do nórdico. Um estilo irreverente, cheio de personalidade, que destaca pela desconstrução dos elementos básico de uma casa, como é o caso de elementos estruturais e elementos decorativos colocados de forma descomplicada.

O tijolo à vista como vemos em muitas casas de estilo industrial e, também, de inspiração nórdica, devido ao tipo de construção portuguesa, seria muito difícil replicar de forma natural. Neste site, temos a solução muito simples para conseguir o mesmo efeito: papel de parede.

O clássico de cor tijolo é o Urango, também encontramos o papel Killa, com um ar mais desgastado e o Maharani “caiado” de branco. Adoro as todas as opções e ficariam perfeitas numa enorme parede da sala. A minha opção preferida de decoração com papel de parede (se foram realmente bem feito e realista).

Texel, um papel de parede bastante forte e irreverente, mas que um típico “armazém” industrial suportaria na perfeição. Mistura elementos citadinos que nos remetem para o bairro nova-iorquino de Brooklyn e a vida descomplicada e artística dele, mas com muito estilo.

INSPIRAÇÃO CAMPESTRE

Podemos viver na cidade e transformar o nosso lar em uma pequena casinha de campo ou até em uma cabana à beira mar. Dizem, que o que acontece entre quatro paredes, fica dentro delas e isso também pode estar relacionado como a decoramos, vivemos ou convivemos com ela. Vamos viver para o campo?

Scrapwood colorido, um papel de parede que permite criar um ambiente típico das casas de pescadores junto ao mar, feitas de madeiras desgastadas que combinam entre si todas as cores e imperfeições. Também pode optar pela versão do Scrapwood branco, para criar um ambiente mais relaxado das casas de campo com vista para o lago, bastante usuais nos países do norte da Europa.

Para trazer a natureza para dentro de casa, proponho o papel de parede Eurynome, que lembra os padrões coloridos e bucólicos das casas de campo da Inglaterra. Sugar Tree, com cores suaves que trazem bastante tranquilidade, sem deixar de dar um toque muito especial inspirado na vida do campo de outro hora. Também é ideal para um bonito quarto de menina.

INSPIRAÇÃO ECLÉTICA

Uma decoração repleta de recordações de viagens, momentos e forma de vida. Combina elementos de vários estilos de forma harmoniosa, mostrando uma grande personalidade. Aqui, podemos ter e uma opções.

Yasmin, um papel de parede com uma forte inspiração tropical, ideal para todos aqueles que adoram o calor e os ambientes de países cálidos. Um toque especial para qualquer recanto da casa, que é importante usar com cuidado para não cansar rapidamente. Também temos a opção do papel Silvana, que também nos remente para os trópicos, mas de uma forma mais delicada.

Marrakesh, um papel de parede que nos remete para as arábias, onde encontramos os seus bonitos padrões e as suas agradáveis texturas. É um papel mais pesado, por isso tem que ser colocado com cuidado para não cansar rapidamente. Como alternativa, tem o papel Tourquoise chess, que simula uma bonita parede de azulejos tradicionais de Marrocos, com uma mistura de azuis e branco muito fácil de combinar.

Dia de los Muertos, faz-nos viajar para a Cidade do México, para uma das suas principais festas do ano, onde a típica e graciosa caveira mexicana cria um divertido padrão, deixando de lado qualquer conotação mórbida que este elemento possa ter.

Remember Last Holiday, é o papel de parede ideal para um ambiente divertido e que se associa a viagens ou a dias de praia em qualquer local tropical do planeta. É um papel bastante forte, que talvez seja uma boa opção para um quarto de uma adolescente que segue as tendências.

INSPIRAÇÃO INFANTIL

É a grande tendência dos últimos anos e que parece que veio para ficar. Papéis de parede em quartos de bebés ou crianças, onde a sua maioria estão inspirados no estilo nórdico.

Kati, simples e clássicas riscas desenhadas de forma irregular, trazendo ao espaço uma confortável descontração. Também pode optar por uma bolinhas irregulares em tons pastel, Uncoutable Dots, ideal para criar um ambiente tranquilo para um bebé.

Ainda seguindo elementos geométrico, encontramos o papel Platta, que combina três cores básicas para um quarto infantil masculino (e não só): vermelho, branco e azul. Ainda dentro desta combinação de cores, temos o Clark, com um padrão que combina soldadinhos ingleses e notas musicais.

Cloud, é um típico padrão que encontramos nos quartos infantis inspirados no estilo nórdico. São nuvens brancas sobre um fundo cinza claro, uma combinação bastante suave e serena. Tal como o papel de parede Nagini, que cria um encantador padrão de passarinhos de cores pastel.

Terminamos com um dos clássicos dos escandinavos: as meias luas; Half Moon, é super fácil de combinar, mesmo usando a cor preta é suave e cria ambientes bastante tranquilos.

Creio que me estendi um pouco, mas foi muito complicado escolher os meus preferidos. Tudo depende do objetivo e até da altura da vida em que cada um está. Espero que gostem das opções e que possam inspirar para criar ambientes que combinem com toda a família.

fonte: Papel de Parede dos Anos 70

Historia (5740)

HISTÓRIA | A BICICLETA BRANCA

Há quem diga que a decoração não é para todos, mas como é lógico eu não concordo nada. Decorar é criar um espaço para nós e para os nossos, onde nos sentimos bem e, por vezes, não conseguimos fazer isso porque, simplesmente, complicamos.

Menos é mais. A chave para tudo é descomplicar, principalmente para que a sua casa seja um refúgio e não uma chatice, tal como este pequeno apartamento de inspiração nórdica. Aqui o elemento principal é uma bonita e simples bicicleta branca, que combina com todo o branco das paredes e brilha com toda a luz natural que entra pelas enormes janelas.

Há quem diga que “agora pintam tudo de branco e bla bla bla, só porque é moda”. Para mim não é moda, penso que estamos a entrar numa fase que nos apercebemos que uma casa tranquila é a chave para um dia-a-dia mais simples e fácil.

Espero que este apartamento seja uma inspiração, para que a sua casa seja realmente sua. Use um elemento que já tenha (bicicleta, discos de vinil, pauta musicais, prancha de surf, skis ou qualquer outro que combine consigo e com a sua família) e faça a decoração à volta dele.

A exuberância não trás felicidade. Simplifique.

fonte: Planet Deco

Tendencia (1161)

TENDÊNCIA | CATÁLOGO IKEA 2019

A revista de decoração mais esperada do ano já chegou! Não é bem uma revista, mas é bem mais preciosa do que qualquer uma. Catálogo Ikea 2019!

É a versão inglesa, mas isso não interessa nada. Já pode começar a inspirar-se com as novas imagens e soluções que o Ikea criou para a próxima temporada. O tema é celebrar as diferentes formas de viver os espaços e as necessidades de cada um, criando sete lares diferentes, cada um com a sua própria história.

Há imensas novidades: móveis, padrões, texturas e muitos acessórios. O mobiliário parece que deixou de ser obrigatoriamente branco, vê-se muita madeira natural neste novo catálogo do Ikea. Gosto muito! Deixo-vos com as minhas imagens preferidas (da minha primeira vista de olhos por este “livro” de cabeceira).

fonte: Ikea