VIAGEM | TÂNGER, TUDO DEPENDE DA PERSPETIVA

Esta semana, uma rapariga de pouco mais de vinte anos disse-me que não gosta nada de viajar. Não condeno, mas não percebo. Para mim, viajar é o momento de conhecer outros e outras realidades, perceber que a vida não é tão simples como nós a vemos no nosso dia-a-dia e, por vezes, a complicamos tanto. Viajar é sair da nossa zona de conforto, viver experiências que só naqueles sítios podem acontecer e é o momento onde percebemos que os nossos problemas não são problemas, são caprichos. Há tanta gente que precisava de viajar.

Sei que fiquei de mostrar um pouco melhor de Valência, mas entretanto fiz uma viagem familiar que não consigo resistir a mostrar-vos. Foi pouco tempo, mas graças à companhia foi muito divertida. Estive na cidade de Tânger, em Marrocos, principalmente, por motivos familiares, mas deu para ver e apreciar uma cidade tão diferente do que estou habituada.

A primeira vez que lá estive tinha sete anos e odiei. Era miúda, não percebia nem queria perceber aquilo. Hoje, adoro ir a qualquer sítio, porque todos os recantos do mundo têm algo para me dar e Tânger tem muito para me dar. Tem uma cultura machista horrível, uma confusão desmedida de trânsito e cumprimento das regras básicas do civismo, mas também tem uma arquitetura fantástica, com cores atrativas, que me deram fotografias lindas que quero partilhar com vocês.

O que é para vocês uma viagem?

Se gostou desta viagem, também vai adorar estas de mais viagens/experiências:

 

| siga todas as novidades do Meu Rebuliço no facebook, instagram e pinterest |

 

fotografias: Carolina Baracho Saleiro

Tags :

Também vai gostar:

Deixe um comentário

  Subscribe  
Notificar-me de