HISTÓRIA | PEQUENOS ESPAÇOS

Vivo em Lisboa e procuro casa. Uma casa simples, sem muitos pormenores mas que seja funcional. E, por aqui, as pessoas têm o hábito de as encher, com mobiliário pesado e escuro, ou pintam paredes, de verdes enjoativos e laranjas medonhos, ou ainda, dividem-na o máximo que podem, para ter um T3 no espaço de um T1. Acreditem, menos é mais.

Por isso, trago uma solução lindíssima de um pequeno apartamento. Onde as paredes divisórias foram substituídas por móveis de arrumação e onde a cor, das paredes e tectos, enchem a casa de luz, dando a ilusão de um espaço mais amplo.
Simplicidade que atrai felicidade.



| siga todas as novidades do Meu Rebuliço
no 
facebookinstagram e pinterest |
Tags :

Também vai gostar:

  Subscribe  
Notificar-me de