• Um casamento num armazém. Algo bastante normal. Mas este armazém não foi decorado com flores, branco, elementos românticos ou com a habitual harmonia… foi decorado com tapetes ao estilo marroquino, no chão e nas paredes, os assentos estão revestidos com tecidos de padrões pesados. Não há flores. Há sombrinhas e candeeiros pendurados do tecto.
  • Um casamento cheio de tudo aquilo que não costumamos ver por aqui. Modernismo. Classe. Requinte. Inovação. Mas informal e colorido. Por isso o escolhi, para vos mostrar que há imensas formas de o fazer à “sua” maneira e para cada tipo de sonho.
  • Para a noiva deste casamento, o branco está completamente proibido no seu roupeiro. Para ela, é a cor que serve para ser pintada e foi o que ela fez, no seu cintilante vestido de noiva.
  • Depois dos deslumbrantes espaços exteriores da anterior publicação, fiquem com as melhores imagens que os casamentos nos deixaram neste blogue. Sei que a sua época mais alta é o verão, mas acreditem que há muitos outros encantos em todas as estações do ano, vão passando por aqui que eles vão aparecendo.
  • Ainda faltam umas semanas para a próxima estação chegar, mas para quem está a organizar um casamento nessa época, se calhar, esta publicação até já vai tarde. Porque os casamentos existem durante todo o ano e o outono é uma estação cheia de cores encantadoras, que combinam na perfeição com um dia de felicidade.
  • Numa casa em ruinas, algures num deserto californiano. Onde só a natureza espreita, encontramos uma “menina” vestida de amarelo radiante. Não estava perdida. Estava apaixonada e a comemorar o amor. Aqui, a noiva não vai vestida de branco, vai vestida da cor que ela mais gosta e a que melhor reflete o que ela é. […]
  • Será que alguém, para além deste casal, se lembraria de colocar uma toalha de fundo negro, repleta de flores, como aqueles tecidos pesados que haviam na casa dos nossos avós, num casamento?! Assumo, eu não me lembraria. Mas que fica bem, lá isso fica.
  • Numa ilha paradisíaca, num dia de sol, à beira mar e juntar o amor de duas étnicas, só podia dar um casamento de sonho. Onde a paisagem faz parte da decoração e as flores dão o toque final.
  • As cores fazem toda a diferença em qualquer momento da nossa vida, ainda mais em momentos de celebração. Os casamentos pedem-se harmoniosos, mas não têm de ser pálido e sem vida. Num dia de festa como este, pede-se alegria e amor.
  • Um casal que apenas queria uma festa. Divertir-se era o objectivo e, muitos meses depois, os convidados ainda falavam dela.
  • Uma californiana e um australiano, juntaram-se no Hawai para o momento mais apaixonante das suas vidas. No mesmo local que, dez meses antes, ele lhe pedirá a mão.
  • Sem dúvida, o amor não tem idade e as celebrações muito menos. Este não é um casamento, é a comemoração de sessenta e um anos de casados que, pelas imagens, reflectem um enorme amor, respeito e companheirismo.

DICAS | VIVA AO ESTILO HYGGE

Hygge é uma das palavras do ano (que se prenuncia hu-ga) e é a fórmula mágica que os daneses utilizam para, ano após ano, serem considerados dos povos mais felizes do mundo, senão os mais. A frase que resumiria esta expressão, que também é um adjetivo, um substantivo, um advérbio e até um verbo, poderia […]

DICAS | ESTILO INDUSTRIAL SIMPLES

Sim! Vamos inserir uma pitada do estilo mais irreverente e potente que há: o industrial. Caracterizado por ser bastante pesado, onde os elementos desgastados e envelhecidos são os reis. A madeira tosca e de “atitude” agressiva também faz parte, sem esquecer elementos estruturais à vista e desbastados, que deixam ver tijolos e até tubagem. E […]

DICAS | MESAS-DE-CABECEIRA SIMPLES E ORIGINAIS

As mesas-de-cabeceira são pequenas, é verdade, mas bastante úteis. Por vezes, é nos difícil escolher, mas uma mesa como esta pode ser qualquer coisa, pode ser apenas umas ou podem ser duas, iguais ou não. Não há regras, há gostos. E o Meu Rebuliço trás cinco dicas para ter uma mesa-de-cabeceira original, simples e que […]